EMPRESAS

Parceiros: Universidade de Aveiro, Universidade de Lisboa, Direção Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM), Administração do Porto da Figueira da Foz.

Descrição: Desenvolvimento de soluções inovadoras de deteção remota para melhorar a gestão portuária, aumentando a segurança do acesso das embarcações e a competitividade das zonas portuárias.

Objetivos:

  • Gerar um serviço operacional validado, suportado por tecnologias emergentes, que proporcione às entidades portuárias o conhecimento necessário para melhor gerir o tráfego marítimo, em condições de segurança, em função das cotas dos fundos e condições de agitação marítima local.

  • Melhorar a gestão das operações de dragagem nas embocaduras, evitando intervenções de emergência que, além de mais dispendiosas, acarretam constrangimentos ao trafego marítimo.

  • Otimizar o tráfego, nomeadamente o oceânico de mercadorias nos porto.

  • ;Aumentar a capacidade de monitorizar parâmetros associados à maré e à agitação marítima.

  • Divulgar dados ao público em geral, de forma gratuita e acessível.

Período: 07/2019-06/2021

Custo Total Elegível: 199 824,00 €
Apoio Financeiro: 179 842,00 €

Financiamento: Fundo Azul

Operação: FA_04_2017_013

Âmbito Territorial: Casos de estudo piloto no Porto da Figueira da Foz e no Porto da Ericeira.

NAVSAFETY - Tecnologias emergentes de deteção remota no suporte em tempo real à segurança da navegação em zonas portuárias

1/1